é o novo trabalho da Súbita Companhia de Teatro e foi concebido para compor a programação da Mostra_drama.   é um solo do ator Cleydson Nascimento e faz parte do projeto “Habitat” de pesquisa continuada, onde a Companhia se debruça sobre questões que evolvem a relação entre corpo/casa.

Iniciamos esta pesquisa inspirados pelos contos fantásticos de Marina Colasanti, onde personagens se confundem com o espaço que habitam. No decorrer da trajetória fomos invadidos por questionamentos mais complexos e outras referências povoaram esta criação.   soma interesses dos artistas criadores e se desdobra em infinitas possibilidades quânticas. O ator desenha sua casa/corpo e convida o público a compartilhar as particularidades do seu habitat.

Ele me disse: bem vindo ao meu habitat! é um convite para entrar no corpo/casa de alguém muito inquieto que deseja profundamente expandir-se no tempo-espaço, ir além dos limites do corpo, transfigurar a matéria, gargalhar da rigidez do pensamento newtoniano, dançar nu sem paredes, dar vasão para outra consciência humana, profetizar o quântico, observar a imensidão, ser o infinito. Ele se multiplica no espaço-tempo, joga com o universo apertando um interruptor irônico, insiste em ser teletransportado mesmo que isso lhe custe a desfragmentação, ri e se espanta com o caos. Lógicas de organização, neuroses sobrehumanas, gifs, memórias animadas, música pop, objetos perdidos, 168 lados, a insana trajetória da humanidade e o impulso de por paredes abaixo.

Um solo é sempre uma aproximação mais íntima entre artistas criadores. Uma tentativa de agarrar algo genuíno e original (aqui no sentido mais puro da palavra; o de origem) de quem se coloca solo em cena.  T³  é o encontro da Súbita com o Cleydson, onde ideias se proliferam, se abandonam, se enroscam e se desdobram em ação cênica, em um manifesto inquieto e divertido. Conhecer o outro é também se re-conhecer em si mesmo, um desnudar de camadas, algo que por vezes se faz necessário para nos colocar em movimento, para ampliar a nossa percepção como artistas co-criadores (daqueles que criam juntos).

Agradecemos às trajetórias que se cruzam e permitem que a gente se esbarre pelo mundo. E que outros novos e surpreendentes solos se criem neste solo fértil de encontros!

  • T³ estreou dia 20 de novembro de 2015, na Mostra Drama_1 (Mostra de Encenação e Dramaturgias Curitibanas) realizada pela Companhia de BifeSeco através do Prêmio Funarte Myriam Muniz.
  • Direção: Maíra Lour
  • Elenco: Cleydson Nascimento
  • Dramaturgia: Maíra Lour e Cleydson Nascimento
  • Assistência de direção e preparação corporal em Suzuki: Janaina Matter
  • Assistente de direção: Janaina Matter e Vitor Schuhli
  • Preparação de ator: Tonio Luna
  • Iluminação: Beto Bruel
  • Sonoplastia: Álvaro Antonio
  • Cenário: Guenia Lemos
  • Figurino: Criação coletiva
  • Vídeos: WTF?! Filmes
  • Desing gráfico: Pablito Kucarz
  • Fotos: Eli Firmeza
  • Produção: Michele Menezes

 

t3-1